¹

3.11.18

CARNAÍBA: FESTA DE ZÉ DANTAS COMEÇA DOMINGO, DIA 04. CONFIRA A PROGRAMAÇÃO











2.11.18

CHAMA VIOLETA - FESTIVAL DE CULTURA A ARTE ABRAÇA O SERTÃO DA INGAZEIRA



Começou nessa quinta-feira, dia 01 e segue até domingo, dia 4 de novembro, a primeira edição do Festival Chama Violeta, no Sítio Minadouro, município de Ingazeira, tendo à frente como idealizadora e produtora a multiartista Odília Nunes. 

O Festival traz espetáculos de teatro e circo, exibição de filmes e performances, tudo gratuito. A ação faz parte do projeto "No meu terreiro tem arte", que  Odília vem realizando há três anos na comunidade rural do Minadouro (Ingazeira).

Em entrevista à Folha de Pernambuco ela explicou: "Comecei a apresentar os meus espetáculos aqui na comunidade rural onde moro, chamada Minadouro, com aproximadamente 130 moradores. Só que, quando acabou o repertório, eu fiquei com o gosto de quero mais e as pessoas me pediam para continuar. Recebo muitas visitas de amigos de outros lugares, na maioria artistas, que vinham e acabavam trazendo na mala algo para mostrar à comunidade, sempre no terreiro de alguns vizinhos". 

A data do Festival coincide com o aniversário de Violeta, sua filha mais velha, que completa 11 anos, daí o nome e a idéia do festival, que também remete ao espiritual:  "Eu sou uma das pessoas que acreditam que quando a gente está meditando, em oração, vibrando coisas boas, isso é expresso por meio de uma chama violeta", explica Odília.

Violeta e Helena Nunes, filhas de Odília
"Tenho poucas certezas nesta minha existência! Duas delas é o poder de transformação que a arte é capaz e a riqueza de ter do lado grandes amigos!

A terceira é que juntando estas duas primeiras fazemos uma revolução! E hoje mais necessário que ontem, entendo a necessidade de união e aqui me reafirmo enquanto mulher, artista e mãe sertaneja que sou!

Sigo aqui firme e forte com a arte dum lado e amigos do outro teimando em compartilhar amor.

Muito amor materializado em teatro, circo, cinema, música e poesia!!!! É esse sentimento que alimenta o CHAMA VIOLETA nosso primeiro festival de artes no Sitio Minadouro pra iluminar nosso chão pois chegou a vez de dizer novamente em alto e bom tom que NO MEU TERREIRO TEM ARTE!"


Programação completa: 

Alan Barros (PB)
1 de novembro

8h - Escola Rural Bernardo Nunes:
Narração de histórias, com Gisélia Lima
Brincadeiras diversas, com Juan Isaza
17h - Terreiro de Dona Mariquinha:
Trupeçando – a Trupe de um Homem só, com Allan Barros
20h - Terreiro do banco de sementes:
Projeção dos filmes: “O Jumento Santo” e “O Circo”

Re Te Tei - Tropa do Balaco Baco
2 de novembro

17h - Terreiro de Dona Sônia
Re te tei, com a Tropa do Balaco Baco
20h - Labirinto do Vale das Juremas:
Medusa, com Fabiana Pirro

3 de novembro

17h- Terreiro de Dona Tilinha:
Violetas da Aurora , o encontro, com Coletivo Violetas da Aurora
20h - Terreiro do Vale das Juremas:
Sarau das folias: “Nós sem nossa Mãe”, com Violeta e Helena Nunes
Ingazeira: 
“Saia o que saia”, com Juan Isaza
Violetas da Autora (Recife)
Poesia Declamada com  Isabelly Moreira
Coco Valete Senna de Arcoverde

4 de novembro 
17h- Praça de Santa Rosa:
Revolta no país dos retalhos, com Teatro de Retalhos
Medusa - Fabiana Pirro

1.11.18

SESSÃO SOLENE DA CÂMARA DE VEREADORES EM HOMENAGEM AOS 70 ANOS DA ESCOLA ERNESTO DE S. LEITE E ENTREGA DE TÍTULO DE CIDADÃ TUPARETAMENSE À PROFESSORA LUCIVANDA



Encerra-se na noite desta quinta-feira, 01 de novembro, com um grande baile com a Banda Super Oara, a semana de comemorações do 70º Aniversário da Escola Ernesto de Souza Leite, a "Rainha das Letras", mais antiga escola do município, fundada em 29 de outubro de 1948.   

Na manhã de hoje a programação do 70º Aniversário teve continuidade com a Sessão Solene da Câmara de Vereadores, realizada na quadra de esportes da Escola Ernesto.  Foram entregues moções de aplausos à atual gestora, Lúcia Pessoa, aos ex-gestores da instituição, ao supervisor regional do Programa Travessia e à Gerente Regional de Educação Cecília Patriota. Também se fez a outorga do título de Cidadã Tuparetamense à professora Lucivanda Patrícia.  (Confira as fotos nesta postagem).

UMA LONGA HISTÓRIA DEDICADA AO  ENSINO

Quando foi inaugurada em 29 de outubro de 1948, pelo prefeito de Afogados da Ingazeira, município do qual fazia parte esta Vila Tupã (antiga Bom Jesus) a escola ainda não possuía a denominação atual, sendo o fazendeiro Ernesto de Souza Leite o doador do terreno para sua construção. Denominada na época "Escola Típica Rural",  teve como primeira professora Nabel de Melo Arruda, de Sertânia. Ela residia no prédio escolar composto, então, de um sala de aula, uma cozinha, um banheiro e um quarto. 

Em 1957 recebeu a denominação de Escola Reunida Rural de Tuparetama, passando a funcionar com maior número de professores, entre eles Mª Inete de Vasconcelos Pessoa, a primeira professora tuparetamense nomeada pelo Estado, Isaura de Melo Arruda, Mª Adelaide Valadares Vieira, Ivone Siqueira, Terezinha Perazzo Leite, Zuleide Vasconcelos Pessoa entre outras.

Foi somente a partir de 1960 que passou a ser denominada Escola Reunida Ernesto de Souza Leite, contando com três salas de aulas. Em 1978 foi implantado o 1º grau maior e a escola recebeu a denominação de Escola Ernesto de Souza Leite - Ensino de 1º grau, passando a contar com um professor em regime especial para sua direção. 

O ensino de 2º grau foi implantado somente em 1986 período em que se deu também a ampliação da escola com a construção de novas salas. Desde então a escola passou por várias reformas e ampliações, melhorando suas capacidades físicas e pedagógicas. A mais recente delas foi a reforma e cobertura da Quadra Esportiva, realizada há dois anos. 

A bandeira da escola foi criada em 1984 por Maria Salete de Menezes Torres e o hino foi criado em 03 de março de 1996 por Dedé Monteiro (letra) e Wlisses de Souza Lima (música).

UMA SEMANA DE COMEMORAÇÕES

A programação festiva do 70º aniversário da Escola Ernesto teve início na manhã da segunda-feira (29/10) com uma Alvorada Musical de componentes da Banda Paulo Rocha e ex-alunos, percorrendo várias ruas da cidade e visitando com tocata as residências dos ex-gestores da escola. Ainda pela manhã, às 8h, foi realizado um Passeio Ciclístico na cidade, divulgando a programação das festividades de aniversário e convidando a comunidade à participar. (Clique aqui e aqui para ver). Na noite da segunda-feira foi realizada a Missa de Ação de Graças celebrada pelo Monsenhor João Carlos e pelo Padre Luizinho, ambos ex-alunos da Escola Ernesto. Após a Missa se deu o corte e distribuição do Bolo de Aniversário na Quadra da Escola, com patrocínio do casal Geraldo e Dinair Perazzo. (Clique aqui para ver as fotos).

A terça-feira, dia 30 de outubro, contou com abertura das Salas Temáticas produzidas por alunos e professores e visitação de escolas do município (Clique aqui  e aqui para ver). Pela manhã e à tarde foram feitas apresentações artísticas na Quadra Esportiva e entrega de medalhas aos alunos vencedores da Olimpíada esportiva (Clique aqui  e aqui para ver as fotos) . À noite também aconteceram apresentações de artistas da cidade e um desfile com estudantes para escola do casal "Garoto e Garota Ernesto 2018" (Clique aqui para ver).

Na quarta-feira, 31 de outubro a Escola levou à cidade um Desfile Cívico com sua banda fanfarra e vários pelotões. Os pelotões compostos por alunos atuais mostraram trabalhos e projetos recentes como o PROEMI (do Ensino Médio) e o Projeto Travessia.  Também levaram para o desfile uma ala com as conquistas esportivas da escola e uma viagem pela história através dos fardamentos.  A parte emotiva do desfile ficou por conta do pelotão composto por ex-professores e ex-funcionários da escola e pelo pelotão formado por ex-alunos de todas as idades, dos 30 aos 80. (Clique aqui e aqui para ver as fotos).



















Fotos cedidas por Marcelo Patriota

DESFILE CÍVICO - 70 ANOS DA ESCOLA ERNESTO DE SOUZA LEITE (02)
























Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...