26 de mar de 2015

GENTE DE TUPARETAMA - XXVI [ Trabalhadores...]









DIRETORIA DE ESPORTES CONVIDA PARA 2ª ETAPA DO FORUM DE ESPORTES DIA 30 NO DISTRITO SANTA RITA


ABAIXO ASSINADO DO CHANGE.ORG COBRA URGÊNCIA NAS OBRAS DA ADUTORA DO PAJEÚ. ASSINE VOCÊ TAMBÉM


Do blog de Nill Junior:
print da chamada do abaixo assinado no Change.org
A crise hídrica no Pajeú tem gerado manifestações cobrando soluções na região e até em outros países. Provocado por entidades como a Diaconia, o site Change.com lançou um manifesto virtual reunindo assinaturas para pressionar o Ministério da Integração Nacional para acelerar as obras da nova etapa da Adutora do Pajeú.
O texto é aberto em inglês mostrando a Barragem de Rosário,  município de Iguaraci. “This is the Rosário reservoir, on which 56 thousand people are dependent. It needs to supply 5 cities, but has reached a crisis point. At 3% capacity, it is due to run out within 1-3 months time”.
Em português: Este é o reservatório de Rosário no município de Iguaracy Semiárido Pernambucano, que abastece uma população de aproximadamente 56 mil pessoas de quatro municípios. O reservatório está chegando a um ponto crítico com 3% (Agência Pernambucana de Água e Clima -APAC) de sua capacidade e colapso previsto para os próximos dois meses (abril/maio).
O texto diz ainda que a região do Pajeú  está enfrentando uma das piores secas dos últimos 60 anos e o reservatório de Rosário nunca havia secado.
“A Adutora do Pajeú, que traz água do rio São Francisco é a única alternativa de caráter emergencial capaz de socorrer os municípios de Iguaracy, Ingazeira, Tuparetama e São José do Egito, quando o reservatório de Rosário secar. O problema é que desde 2013 a obra da adutora se arrasta e ainda não chegou ao município de São José do Egito”.
Ao final pede que internautas em toodo o mundo assinem a petição e ajude a fazer pressão nas autoridades brasileiras para apressar a conclusão das obras da Adutora do Pajeú e garantir suprimento seguro de água potável para a população de mais de 400 mil pessoas dos Estados de Pernambuco e da Paraíba.

24 de mar de 2015

TUPARETAMA CONCORRE AO PRÊMIO PRÁTICAS INOVADORAS DE GESTÃO COM O CENTRO DE INCLUSÃO PRODUTIVA. A apresentação do projeto foi feita hoje no Centro de Convenções


Selecionado para participar do Concurso de Práticas Inovadoras de Gestão, promovido pela AMUPE, o projeto do Centro de Inclusão Produtiva de Tuparetama foi apresentado na tarde desta terça-feira (24), durante o 2º Congresso Pernambucano de Municípios. 

A apresentação aconteceu no auditório do Centro de Convenções, em Olinda, onde o congresso está sendo realizado. Além de Tuparetama, outros 11 projetos de municípios pernambucanos foram apresentados e concorrem a premiação.

O resultado da premiação será divulgada às 08h30 dessa quarta-feira (25), dia de encerramento do evento. Cada um dos 12 municípios selecionados com suas práticas inovadores de gestão teve 7 minutos para apresentar ao público um resumo do projeto e resultados obtidos. Tuparetama foi o último a se apresentar, pois a ordem seguiu o critério alfabético. 

A apresentação do município foi uma das mais criativas, feita através de versos em cordel do poeta Lima Junior, declamados pelo jovem prodígio Samuel Aragão, que arrancou aplausos da platéia a todo momento. O coordenador do projeto, Gilmar Aguiar, apresentou o trabalho ao lado de Samuel. 

O CIPT – Centro de Inclusão Produtiva de Tuparetama foi implantado no município através de uma parceria com o Pernambuco no Batente, do Governo do Estado, e surgiu com o objetivo de promover ações que proporcionassem o aumento de renda e oportunidade de ocupação da população em situação de vulnerabilidade e pobreza.


A implantação do CIPT contribuiu para fomentar a criação da Cooperativa dos Agricultores e Produtores de Beneficiamento de Frutas de Tuparetama, hoje pleno funcionamento. Os cursos e atividades oferecidos pelo centro viabilizaram a iniciativa sobre associativismo e cooperativismo, oficinas sobre gestão de negócios, empreendedorismo, feira do empreendedor, etc. Como consequência foi implantado um centro de inclusão produtiva de beneficiamento de frutas, sendo pioneiro na região do Alto Sertão do Pajeú, microrregião do Sertão pernambucano./ Com informações da Assessoria de Comunicação
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...