28.12.12

CONHEÇA O PROJETO DE INTERCÂMBIO CULTURAL TUPARETAMA-ITÁLIA


Família Perazzo de Tuparetama (PE) apresentará nesse sábado, 29/12, na Câmara de Vereadores de Tuparetama, em Palestra aberta para o público, o Projeto de Intercambio Cultural com a Itália, visando promover o Sertão do Pajeú do ponto de vista cultural italiano. 

O PROJETO INTERCAMBIO CULTURAL TUPARETAMA(PE) / SALERNO(CA) tem como objetivos  conscientizar a população sobre a presença italiana no Nordeste do Brasil e, em especial, no sertão pernambucano; Esclarecer que essa presença italiana no Nordeste e no Sertão pode estabelecer vínculos com a cultura originária para alavancar o desenvolvimento e crescimento cultural da região e, também objetiva formar um grupo disseminador de ideias que promovam tal conscientização, com a consequente articulação necessária para o desenvolvimento do referido projeto. 

A comunidade ítalo-brasileira de Tuparetama e daí originária estuda as condições para contribuir com o desenvolvimento socioeconômico e cultural da região do Pajeú, partir do intercambio cultural, artístico, econômico, profissional, industrial com o referido país europeu, o que fará através das seguintes metas: 
1 – Transformar a cidade de Tuparetama em uma cidade gemeada à cidade de Salerno, capital da província de Salerno, na Região da Campagnia. A geminação de cidades é um conceito que tem como objetivo criar relações e mecanismos protocolares, essencialmente em nível econômico e cultural, através dos quais cidades ou vilas de áreas geográficas ou políticas distintas estabelecem laços de cooperação. 
2 – Realizar viagens, cursos, palestras, seminários, simpósios, mesas redondas e aquilo que se fizer necessário para alimentar os objetivos e metas ora propostos. 
3 – Ensino da língua e da cultura italiana na cidade de Tuparetama, visando promover, do posto de vista sociocultural, os jovens do município, preparando-os para esta concepção internacionalista do desenvolvimento municipal. 
4 – Criar associações ítalo-brasileiras nos municípios do pajeú, visando à formação futura de uma federação de tais associações, articulando todas as cidades envolvidas neste mesmo projeto. 

O cientista pernambucano Manoel Correia de Andrade reconheceu a importância da presença italiana no Nordeste brasileiro e a compaginou num livro intitulado “A presença italiana no Nordeste”. O cientista entendia que organizada essa comunidade (italiana), dela se poderia auferir vantagens para a região, estabelecendo relações culturais com o país de origem, especialmente no que diz respeito a cursos de pós-graduação na Europa. Os ítalo-brasileiros de Tuparetama (Família Perazzo) se miraram nesse exemplo e se organizaram como família detentora de dupla nacionalidade, isto é, italiana e brasileira. São exemplos ,   Jaqueline Perazzo que habita em Londres, na Inglaterra, e ali se aperfeiçoa na língua inglesa não como uma imigrante, mas como uma comunitária europeia, juntamente com o seu esposo que é piloto comercial; O estudante de medicina Álvaro Perazzo, que já se expressa nas duas línguas e por duas vezes viveu no país italiano; uma vez em Salerno, onde estudou na Accademia Italiana, e outra vez em Camerino, onde foi assistido por três instituições de peso: a escola Dante Alighieri, a Universidade de Camerino e a Universidade para Estrangeiros de Perugia;  Gustavo Perazzo, empresário, estudou em uma prestigiosa escola de italiano em Florença (Instituto Italiano), na região da Toscana, ali se aperfeiçoando na língua italiana. Seu escopo é potencializar sua atividade empresarial respaldado em suas articulações internacionais.  

Nesse sábado, dia 29 de dezembro,  será realizada na Câmara de Vereadores de Tuparetama um relato-palestra sobre a recente viagem de Álvaro Perazzo à Itália, onde participou do Curso de Língua Italiana, na escola Dante Alighieri, junto às Universidades de Camerino e para estrangeiros de Perugia, em virtude do recebimento de uma bolsa de estudos através da Escola Dante Alighieri do Recife.  A palestra será proferida com a co-participação do empresário Gustavo Perazzo que vem se aperfeiçoando no estudo da língua e cultura italiana, no objetivo de resgatar os valores italianos. Estudou no Instituto Italiano, na cidade de Florença, na Região da Toscana. 

Origem da Família Perazzo no Sertão do Pajeú: Antonio Perazzo, camponês italiano, que se estabeleceu no sertão do pajeú, aí semeou uma geração, hoje, social e economicamente projetada. Mesmo sem nenhuma organização, a família Perazzo (ítalo-brasileira) exerceu e continua exercendo destacado papel na comunidade local, de Tuparetama, e em municípios circunvizinhos, bem como no Estado de Pernambuco. No referido clã ítalo-brasileiro destacaram-se empresários, políticos, profissionais liberais, advogados, engenheiros, médicos, escritores, fazendeiros, comerciantes, etc. Esse núcleo não pode se quedar de forma egocêntrica. Como família organizada pode suscitar o debate necessário, articulando-se com os demais setores da sociedade para efeito de promover o desenvolvimento cultural, social e econômico do município e da região, valendo-se dessa identidade étnico-cultural com o país mais velho, ou seja, com a Itália. 

Responsáveis pelo Projeto e pelas informações:
Álvaro Perazzo
Argemiro Perazzo
Gustavo Perazzo
Valdir Perazzo
Regina Pessoa.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...