7.2.13

EX-PREFEITO SÁVIO TORRES FALOU NA RÁDIO TUPÃ SOBRE AS IRREGULARIDADES NA SUA GESTÃO E DISSE SER VÍTIMA DE PERSEGUIÇÃO POLÍTICA

O ex-prefeito de Tuparetama Sávio Torres foi à Rádio Tupã-FM, na manhã dessa quarta-feira (06/02) para, segundo suas próprias palavras, dar uma satisfação ao povo do município, aos seus amigos e aliados. Dívidas e irregularidades da sua gestão tem sido amplamente divulgadas no município e repercutem em blogs e programas de rádio da região. 

Como estava ausente do município, em viagem de descanso após 8 anos de mandato, assim que soube das primeiras denuncias Sávio Torres enviou uma mensagem gravada para a Rádio Tupã, presidida pelo seu filho Marcílio Torres. Na mensagem, ofuscada pelo destempero de seus aliados, Sávio antecipou as explicações e prometeu uma satisfação melhor quando estivesse de volta à cidade. 

De volta à cidade e à Rádio Tupã, falou “ao vivo” por cerca de uma hora. Com o tom comedido de sempre e amparado na sua qualidade de comunicador, o ex-prefeito preferiu não se deter nas denúncias e acusações. Ignorou solenemente e inteligentemente as tentativas de seu interlocutor de colocá-lo em posição de afronta contra seus adversários. O “entrevistador” quis dar um tom sensacionalista ao programa com Sávio, mas em alguns momentos ficou “falando sozinho”. 

Sávio Torres usou seu tempo no ar para reforçar a imagem de administrador dinâmico, captador de recursos: “tenho um legado de trabalho pelo meu município”, disse. Ressaltou as obras construídas nos seus 8 anos de mandato e a “perseguição” de seus adversários, em especial do vereador Joel Gomes, cujo nome não foi citado verbalmente em nenhum momento. “Não vou ficar alimentando esse tipo de debate” disse referindo-se as denúncias divulgadas todas as semanas pelos seus opositores. Confirmou que ainda há pendências em algumas prestações de contas de seu governo, a exemplo dos recursos para as festividades juninas de 2009, mas que isso seria culpa, em maior grau, da burocracia e da demora de avaliação do governo federal e tribunal de contas. (Na verdade a prestação de contas dos recursos para as festas juninas de 2009 já foram analisadas e consideradas irregulares. Com isso o município está inadimplente para receber novos recursos do governo federal e terá que devolver aos cofres da união mais de 400 mil reais). 

Por duas vezes Sávio Torres citou ser do conhecimento de todos que não teve nenhum benefício financeiro nos seus mandatos. "É notório que só tive prejuízos financeiros como prefeito”. Um momento da sua fala foi realmente desnecessário no contexto do programa e acabou sendo constrangedor. Foi quando tentou amenizar a vitória do prefeito Dêva Pessoa: “Se analisarmos bem as circunstâncias, nosso grupo foi vitorioso nessas eleições de 2012”, disse Sávio.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...