¹

17.7.13

VEREADORES DO PAJEÚ EM DEFESA DO POVO

Vereador Joel Gomes (Tuparetama) Presidente da COPAP relata as ações já realizadas pela Comissão Parlamentar do Alto Pajeú:

Há três meses começávamos a idealizar a criação de uma Comissão Parlamentar do Alto Pajeú, pela qual imaginávamos intensificar a implementação de Ações em defesa da região e aproximar o povo do Governo do Estado, levando os seus problemas ao conhecimento dos gestores dos órgãos estaduais. 

Reunindo os esforços com os demais Parlamentares de Afogados da Ingazeira, Brejinho, Ingazeira, Iguaracy, Itapetim, Santa Terezinha, São José do Egito, Solidão, Tabira, Tuparetama criou-se, finalmente, a COPAP – Comissão Parlamentar do Alto Pajeú, com Estatuto e Diretoria eleita no dia 08 de junho de 2013, onde tive a honra em ter sido eleito por unanimidade como o primeiro Presidente da Comissão. 

No dia 13 do corrente, na cidade de Solidão, realizou-se uma reunião/assembléia com os parlamentares da região, marcando presença as Câmaras Municipais de Afogados da Ingazeira, Ingazeira, Santa Terezinha, Solidão, Tabira e Tuparetama com a Secretaria de Defesa Social – SDS-PE, representada por Doutor Glaukus Alessandro, Coronel Rosemário Barros e Tenente Coronel Rosendo que assumiu recentemente o 23º BPM. 

Foto: Marcelo Patriota
Apresentamos uma pauta sobre: "Quantos Policiais Militares e Civis dispõe a área correspondente ao Comando?" Segundo informações, existe a necessidade de 511 homens/mulheres soldados, porém só 284 militares fazem a nossa segurança, ressaltado ainda pelos próprios representantes “a qualidade dos mesmos, embora em número pequeno”. Já a Polícia Civil, segundo Dr. Glaukus, esta suprida pelas 95 contratações e distribuições dos agentes nas unidades deficitárias. 

Levantamos os questionamentos sobre temas como: a Delegacia da Mulher, os assaltos e assassinatos sem solução até então; o baixo número de policiais de plantão nas cidades; a possibilidade de monitorar os bares que funcionam no período noturno e; por fim, sobre as apreensões das motocicletas que se encontram com “documentos atrasados” e se, por parte do governo, existe a possibilidade de parcelamento do débito das motos que se encontram no pátio do Detran apreendidas e que, parcelados os débitos, posteriormente serem liberadas? Não se discute, portanto, a legalidade das ações, uma vez que “transitar com veículo sem portar documento ou sem CNH vai de encontro às normas vigentes”, assim sendo, é ilegal conduzir veículos automotores sem documentos e sem habilitação. 

Vivenciamos uma maneira diferenciada de debates entre os legítimos representantes do povo (os vereadores) e os gestores estaduais, d’onde será encaminhado ao Governo do Estado, Poder Judiciário, Ministério Público, Assembléia Legislativa de Pernambuco e outros órgãos representativos o “relatório” sobre os temas e as possíveis medidas que deverão ser adotadas. 

A próxima reunião/assembléia será no dia 10 de agosto, na Câmara Municipal de Tabira e terá como convidados o Secretário de Agricultura e Reforma Agrária/PE e DNOCS. 

Joel Gomes – Presidente da COPAP

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...