¹

2.9.13

OPINIÃO | Pedro Torres Filho escreve SOBRE OS MÉDICOS CUBANOS

A tendência natural é reagirmos positivamente com a vinda dos profissionais de Cuba para atender na situação precaríssima que se encontra a "Saúde" no Brasil, e refutarmos (cegamente) quaisquer argumentos de resistência dos médicos brasileiros, cuja fama é de pessoas relapsas, negligentes e mercantilistas. 

Sem dúvidas há graves distorções na prestação de serviços de saúde no país, tanto no setor privado quanto no público. Porém, a discussão mais acertada, e proveitosa, não deve recair sobre a competência dos cubanos (são bons profissionais), nem sobre os defeitos dos médicos brasileiros (também são bons profissionais). O que se deve, efetivamente, observar é o motivo da situação toda, e procurar entender as causas e não ficar debatendo consequências ou providências 'emergenciais'. 

O caos instalado na saúde pública brasileira tem nome: "Descaso Governamental." As direções de políticas públicas para o setor de saúde no país da gente é uma das coisas mais porcas desse planeta. Por décadas o Estado "assepsia as mãos" para o problema estrutural de falta de incentivos para os profissionais de medicina. Médico é um profissional como qualquer outro e deve ter salário compatível com o ofício que exerce. É profissão das mais desgastantes, caras e penosas que existe, e deve-se corrigir o problema estabelecendo-se políticas de médio e longo prazo para atrair estas pessoas para o setor público. 

Charge de Nani (reprodução)
Quem danado gostaria de exercer sua profissão com péssimas condições de trabalho quando poderia ser muito diferente e os motivos do abandono é a doença da corrupção desenfreada, da sangria desatada de recursos públicos de um país em que médicos veem a todo instante pacientes ou morrendo nas mesas dos hospitais, ou largados nos corredores por falta de leitos, ou porque lhes faltou um medicamento, um equipamento imprescindível para salvar vidas? Lógico, "Os Cubanos!" Eles aceitam, e os motivos são evidentes. Pois, é uma oportunidade de trabalharem em um país democrático e capitalista. E negar o capitalismo na estrutura social real do Estado Brasileiro é negar a própria história política da nação. 

Claro que devemos receber de muito bom grado os médicos de Cuba (a coisa tá preta no país), mas, exigir (demandar, protestar, enraivecer-se severamente no espírito patriota) por medidas concretas para tratar desse CÂNCER que é a Saúde do Brasil. 

Enquanto isso em Brasília... 

Pedro Torres Filho

Pedro Torres Filho tem especialização em Direito Processual Civil (Universidade Makenzie) Direito do Trabalho (IDAJ - Instituto de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento Jurídico) e Eleitoral (ATF Cursos Jurídicos). Formado em 2004 pela Universidade Católica de Pernambuco, tem 43 anos e é um dos fundadores do IBDI – Instituto Brasileiro de Direito da Informática com artigos publicados em periódicos impressos e eletrônicos em várias partes do mundo. Poeta por convicção mantém o Blog Decanto de Poetas desde 2009. Nascido em São José do Egito com raízes familiares e culturais na cidade de Tuparetama, onde exerce o voto. Atualmente reside em Recife, Pernambuco.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...