28.5.14

TCE DIVULGOU LISTA DE POLÍTICOS COM CONTAS REJEITADAS. PARA PRESIDENTE, QUEM TEM MUITOS PROCESSOS DIFICILMENTE DISPUTARÁ ELEIÇÕES

Com informações do blog de Nill Junior: Foi divulgada no início da 2ª quinzena deste mês a lista provisória de gestores públicos estaduais e municipais que tiveram suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado nos últimos oito anos. A lista conta com 1.629 nomes. Alguns já constavam na lista em 2012 e ainda assim conseguiram o direito de disputar cargos eletivos. Agora, a promessa do Tribunal Regional Eleitoral é de mais rigor com os políticos que aparecem na lista. Uma lista definitiva do TCE será divulgada dia 5 de julho.

De ex-prefeitos e prefeitos em exercício do cargo, a lista divulgada na semana passada traz nomes do Pajeú como Adelmo Moura (Itapetim), Carlos Evandro (Serra Talhada), Diomésio Alves (Solidão), Sávio Torres (Tuparetama), Edmilson Pereira (Quixaba), Dessoles Monteiro (Iguaraci), Dr Fanão (Santa Cruz da Baixa Verde), Gilmar Queiroz (Flores), Anchieta Patriota (Carnaíba), Dinca Brandino (Tabira), José Francisco Filho (Carnaíba), Zé Veras (Ingazeira), Dr Maninho (Triunfo), José Lopes (Itapetim), José Vanderlei (Brejinho), Luciano Bonfim (Triunfo), Marconi Santana (Flores), Cida Oliveira (Solidão) e Teógenes Lustosa (Santa Terezinha).  Dentre os gestores ou ex-gestores de Câmaras de Vereadores Gilberto Siqueira Leite (São José do Egito), Jodilma Carvalho (Quixaba), José Pereira (Flores), Ubirajara Jucá (Tabira), Luiz Alves (Afogados), Marinho (Iguaraci) e Ruy Laet (Iguaraci). 




Ontem em entrevista ao jornalista Magno Martins, o Presidente do Tribunal de Contas do Estado, Valdecir Pascoal, esclareceu pontos da divulgação da lista. Em suma, vai caber ao TRE definir de fato quais são os fichas sujas na lista.  Disse o presidente:  "Eu não gosto muito dessa nomenclatura (ficha seja). A rigor, o Tribunal tem obrigação de fiscalizar e julgar as contas. A Lei Eleitoral nos obriga a enviar os nomes de gestores que tiveram contas irregulares nos últimos oito anos. Tem os casos graves, mas parte desses nomes tiveram rejeição por questões formais. Essa competência de julgar não é nossa, é do TRE. (***) Nem todo mundo que está na lista vai ser considerado inelegível. O Tribunal eleitoral vai fazer essa triagem. Ao mesmo tempo, o Tribunal presta conta às sociedade. E são decisões já publicadas, com o objetivo do cidadão, da imprensa fazer seu juízo de valor".
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...