¹

12.12.14

JOEL GOMES - O Brasil, a Política e os Corruptos

[ Publicado no blog do Finfa ] Assistimos, diuturnamente, os noticiários sobre fraudes nos mais diversos escalões dos inúmeros órgãos da administração pública que acomodam apadrinhados. Ultimamente com mais frequência pelo ‘petrolão’ que a cada dia assusta um maior número de engravatados do país.
É como se tudo ocorresse a partir de agora. Porém, hoje os noticiários divulgaram matéria sobre os recursos do povo desviados por Paulo Maluf e família para paraísos fiscais. Cifras estas que poderiam, inclusive, dignificar os estudantes das escolas em diversos municípios do Maranhão que, vergonhosamente estudam em casebres de barro ou o denominado ‘pau-a-pique’, com banheiros construídos com palhas de algumas palmeiras lá existentes, sem vasos e sem fossas sépticas ou mesmo sumidouros, sequer.
A Valerioduto junto ao Mensalão, se aplicados seus recursos nas obras da Transposição das águas do Velho Chico, já estaria o povo nordestino sedento de água, ao menos, bebendo o mais precioso líquido de todo o mundo. O balanço dos trens para possibilitar o propinoduto praticado pelo grupo de Tucanos do Estado de São Paulo, se investidos corretamente em sistema de captação/acumulação de água, dariam para suprir os anseios pela falta d’água no estado mais populoso do país.

O escândalo da Petrobras, ou seja, o escancarado assalto praticado por inescrupulosos homens ‘denominados’ de gestores públicos, indicados por partidos políticos que surrupiaram uma astronômica fortuna, caso esta fosse devidamente aplicada na Saúde, Educação, Infraestrutura, no Social…, praticamente sanaria todas as pendências existentes.
Somos, na verdade, um Brasil com poucos políticos (na essência da palavra) e muitos corruptos. Afinal, o que falta ao povo brasileiro para reconhecer o POLÍTICO E O CORRUPTO?
Joel Gomes Pessôa – Vereador – Tuparetama – PE

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...