¹

29.4.15

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA CURSOS DE ARTES NA CASA DA CULTURA



28.4.15

DO TÚNEL DO TEMPO (24) : IMAGENS DA GENTE DE TUPARETAMA EM PASSADO RECENTE - VAQUEJADA NO PARQUE BEIRA RIO (01)


















28 DE ABRIL - DIA DA CAATINGA. UM BIOMA CONSTANTEMENTE AMEAÇADO


[Do site do Jornal do Commercio ] Único bioma exclusivamente brasileiro, a caatinga é, também, o menos conhecido e estudado pelos pesquisadores no País. Hoje (28), data em que é celebrado o Dia Nacional da Caatinga, entidades não governamentais do Sertão pernambucano enfatizam a importância da conservação das riquezas naturais para o desenvolvimento do bioma. 

A caatinga ocupa 11% do território nacional e se espalha por dez estados do Brasil, com várias espécies de animais e plantas ameaçadas pelo desmatamento, as queimadas e a caça ilegal. No Estado, o bioma se encontra presente no Sertão e Agreste e tem como principal característica a vegetação seca, em consequência das chuvas irregulares da região.

Segundo o Ministério do Meio Ambiente, a caatinga e o cerrado são os únicos biomas brasileiros não considerados Patrimônio Nacional. Há cinco anos, tramita no Congresso um projeto de emenda à Constituição Federal, a PEC 504/2010, que pode incluir os biomas na lista e reforçar sua preservação.
LEIA MATÉRIA COMPLETA CLICANDO AQUI

Mais:
NILL JUNIOR: Ameaças à caatinga marcam reflexão sobre seu dia no Pajeú
MMA: Saiba mais sobre o bioma Caatinga
TRIBUNA: Dia da Caatinga é momento de comemorar bioma apenas brasileiro
G1:Riqueza da Caatinga inspira exposição fotográfica em Petrolina

No blog Tarcio Viu Assim estou sempre postando fotos da caatinga (ou do que nos resta dela) revelando a grande beleza que há na natureza e nas paisagens que nos cercam.  Ao contrário do que se costuma falar e mostrar nos meios de comunicação sobre o sertão, a caatinga não é feia, nem seca, nem morta, nem infértil.   Para homenagear o DIA DA CAATINGA, SELECIONEI ALGUMAS FOTOS JÁ PUBLICADAS nesses vários anos de mais de 2 mil postagens do blog:

















NEM DENGUE NEM CHIKUNGUNYA - SAIBA MAIS SOBRE ERITEMA INFECCIOSO, A VIROSE QUE ESTÁ NO SERTÃO


Com informações do blog www.blogsantacruzense.com  
Com informações da Agência Nacional de Saúde

Uma doença conhecida por ‘Eritema Infeccioso’ vem afetando diversos tuparetamenses nos últimos dias, e não só no município, mas em várias cidades da região e do nordeste. Os sintomas assemelham-se com os da dengue ou da febre chikungunya, o que tem levado pacientes à auto-medicação.  A estranha doença ainda não foi definitivamente identificada, embora se saiba que não possui uma avaliação de risco, mas exige cuidados. Sabe-se também que, ao contrair a doença o infectado se torna imune ao vírus e não voltará a sofrer com a mesma outra vez. 

Os sintomas da doença são manchas avermelhadas que podem se estender para os braços, tronco, coxas e nádegas. A coloração das manchas é rosada ou avermelhada e com um ligeiro relevo. Separamos algumas informações para você que já foi infectado ou que está sentindo sintomas semelhantes. Veja: 

O que é Eritema Infeccioso ou Parvovírus B19 
Eritema infeccioso é uma doença causada pelo vírus parvovírus B19. Também chamada de parvovirose, ela afeta principalmente crianças e o principal sintoma são erupções vermelhas nos braços, pernas e rosto. A mesma pode ser grave em casos de gravidez ou pessoas com um sistema imunológico comprometido. 
Causas: O parvovírus B19 humano provoca eritema infeccioso. A doença já é contagiosa uma semana antes das erupções aparecerem. No entanto, uma vez que a doença se manifesta, ela deixa de ser contagiosa. 
Sintomas: A maioria das pessoas com eritema infeccioso não têm sintomas. Entretanto, os primeiros sinais de eritema infeccioso em adultos e crianças podem incluir: Garganta inflamada; Febre baixa; Dor de estômago; Dor de cabeça; Fadiga e Coceira.
Manifestações clínicas: Mancha vermelha no rosto (tipo “bofetada”) que se estende às extremidades
e ao tronco de forma rendilhada, Febre baixa 37,6⁰C; Artralgia e Artrite (dor em articulações) são mais freqüentes em adultos; esses sintomas em geral perduram por duas semanas.  Vários dias após o aparecimento dos primeiros sintomas pode aparecer uma mancha avermelhada em ambas as faces da criança. Eventualmente, ela pode se estender para os braços, tronco, coxas e nádegas. A coloração das manchas é rosada ou avermelhada e com um ligeiro relevo. 
Período de Incubação: Repouso e ingestão de líquidos são ações que facilitam o processo de cura. As crianças muitas vezes podem voltar para a escola quando as erupções cutâneas acontecem, pois já não são mais contagiosas nesse ponto. Após contrair o parvovírus uma vez, a pessoa se torna imune à doença. 
Tratamento: Na maioria dos casos não é necessário qualquer tratamento para eritema infecioso. Se há dor nas articulações ou dor de cabeça, por exemplo, podem ser usados analgésicos conforme os sintomas aparecerem. Caso contrário, é necessário apenas esperar o corpo combater o vírus, o que normalmente leva de uma a três semanas. Repouso e ingestão de líquidos são ações que facilitam o processo de cura. As crianças muitas vezes podem voltar para a escola quando as erupções cutâneas acontecem, pois já não são mais contagiosas nesse ponto. 
Prevenção: Não há vacina para eritema infeccioso. Como é uma doença transmitida pelo ar e através de fluidos corporais, é importante lavar suas mãos e as da criança com frequência pode ajudar a diminuir as chances de infecção. Além disso, é importante evitar o contato com crianças e adultos infectados pelo menos até que ocorram as erupções cutâneas.  
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...