¹

29.9.15

TODO ARTISTA TEM DE IR AONDE O POVO ESTÁ - 3ª Temporada do Circuito Teatral de Leituras Dramatizadas


As primeiras apresentações da terceira temporada do Projeto de Leituras Dramatizadas NOVOS PALCOS NOVAS PLATEIAS aconteceram no último sábado, dia 26, para platéias da Comunidade Consulta e do Distrito Santa Rita.  O Circuito Teatral Leituras Dramatizadas  é fruto da parceria entre a Prefeitura de Tuparetama - Secretaria de Cultura, o Coletivo Cultural Péda-Quente e o Ponto de Cultura Dançando Nas Alturas. 

Desta vez o projeto se apresenta com o texto de teatro “O Mala da Arte”, espetáculo de autoria do pedagogo, músico e artista popular Júnio Santos, de Natal no Rio Grande do Norte. É um texto para espetáculo de rua e utiliza personagens e linguagens características do teatro de rua, do circo, do teatro mambembe e da cultura popular. 

A peça teatral “O Mala da Arte”, relata a história de Pedro Malazarte e Foquito, dois personagens que vivem no nordeste e retratam nos seus diálogos os desafios e as dificuldades do povo simples e pobre, os ditados populares e as artimanhas características do personagem tradicional Pedro Malazarte, que faz parte do imaginário popular e sempre consegue sair bem das situações graças às sua esperteza. 

O autor Junio Santos fez o texto dedicado ao Movimento Sem-Terra e a todos os brincantes e artistas populares do Brasil. Alguns assuntos são citados de leve na brincadeira do Mala da Arte e através dessas citações abre espaço para reflexão sobre a discriminação do nordestino, a pobreza e exploração da mão de obra, a politicagem, a compra de votos e também sobre cultura popular e folclore. Esta encenação tem a direção coletiva dos próprios atores-leitores convidados.   Quem ainda não viu a leitura encenada, terá oportunidade de conferir este trabalho na programação do III FLIT- Festival Literário de Tuparetama, que acontecerá na última semana de outubro. 

















Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...