¹

²

16.12.16

POETA DEDÉ MONTEIRO ESTÁ ENTRE OS SEIS PERNAMBUCANOS ELEITOS "PATRIMÔNIOS VIVOS DE PERNAMBUCO"

JOSÉ RUFINO DA COSTA NETO (DEDÉ MONTEIRO) Nascido em Tabira, em 1949, começou a escrever versos aos 15 anos de idade, influenciado pelo pai (que cantava cordéis, enquanto trabalhava na roça), pelos vencedores de folheto de feira e pelo violeiros nordestinos. Atualmente, é professor aposentado e é, conforme diz, motorista de Teté (sua esposa), servente de pedreiro para o poeta Gonga (seu irmão) e serve de ‘macaco’ para seus netos Paulo Henrique e Maria Paula 
O Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural (CEPPC) elegeu, na manhã desta quinta-feira (15), os seis mais novos Patrimônios Vivos de Pernambuco. O CEPPC destacou a valorosa contribuição de todos os 68 candidatos que participaram do concurso à cultura pernambucana e, em votação única, atribuiu o título ao Clube Carnavalesco Mixto Seu Malaquias (agremiação carnavalesca), a José Rufino da Costa Neto (Dedé Monteiro – poeta popular), ao Mestre João Elias Espíndola (rendeiro), à Sociedade Musical 15 de Novembro (banda musical), ao cantor e compositor Claudionor Germano (frevo) e ao Mestre José Lopes (mamulengueiro).
Márcia Souto, presidente do CEPPC e da Fundarpe, ressaltou que mais uma vez “o Governo de Estado de Pernambuco valoriza e reconhece os mestres da cultura pernambucana” e que, diante de candidatos tão estimados à nossa cultura, o trabalho dos conselheiros foi árduo. “Ao longo de quatro sessões, todos os 68 candidatos tiveram a oportunidade de apresentar suas atividades aos conselheiros, que, além de conhecerem pessoalmente os mestres e mestras pernambucanas, puderam compartilhar de seus saberes”, disse. A presidente destacou também o esforço da Fundarpe/Secult-PE em garantir espaço para os Patrimônios Vivos nas suas ações, bem como difundir, preservar e fazer circular seus conhecimentos. “O nosso projeto Outras Palavras, que é uma iniciativa que integra ações de cultura, arte e cidadania nas escolas do Estado, sempre conta com a presença de um Patrimônio Vivo. A recepção desses mestres e mestras entre os alunos é extremamente calorosa, fato que nos faz inclui-los cada vez mais nas nossas atividades”, disse.
Os seis novos Patrimônios Vivos são fruto do 11º Concurso de Registro do Patrimônio Vivo, que elegeu os candidatos de 2015/2016. O Secretário Estadual de Cultura, Marcelino Granja, parabenizou o empenho dos conselheiros na escolha dos candidatos e destacou que “os Patrimônios Vivos representam a mais rica expressão do povo pernambucano”. A titulação dos novos Patrimônios Vivos acontecerá até o final de dezembro, numa solenidade no Palácio do Campo das Princesas.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...