IMAGEM DO DIA

IMAGEM DO DIA

16.12.16

POETA DEDÉ MONTEIRO ESTÁ ENTRE OS SEIS PERNAMBUCANOS ELEITOS "PATRIMÔNIOS VIVOS DE PERNAMBUCO"

JOSÉ RUFINO DA COSTA NETO (DEDÉ MONTEIRO) Nascido em Tabira, em 1949, começou a escrever versos aos 15 anos de idade, influenciado pelo pai (que cantava cordéis, enquanto trabalhava na roça), pelos vencedores de folheto de feira e pelo violeiros nordestinos. Atualmente, é professor aposentado e é, conforme diz, motorista de Teté (sua esposa), servente de pedreiro para o poeta Gonga (seu irmão) e serve de ‘macaco’ para seus netos Paulo Henrique e Maria Paula 
O Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural (CEPPC) elegeu, na manhã desta quinta-feira (15), os seis mais novos Patrimônios Vivos de Pernambuco. O CEPPC destacou a valorosa contribuição de todos os 68 candidatos que participaram do concurso à cultura pernambucana e, em votação única, atribuiu o título ao Clube Carnavalesco Mixto Seu Malaquias (agremiação carnavalesca), a José Rufino da Costa Neto (Dedé Monteiro – poeta popular), ao Mestre João Elias Espíndola (rendeiro), à Sociedade Musical 15 de Novembro (banda musical), ao cantor e compositor Claudionor Germano (frevo) e ao Mestre José Lopes (mamulengueiro).
Márcia Souto, presidente do CEPPC e da Fundarpe, ressaltou que mais uma vez “o Governo de Estado de Pernambuco valoriza e reconhece os mestres da cultura pernambucana” e que, diante de candidatos tão estimados à nossa cultura, o trabalho dos conselheiros foi árduo. “Ao longo de quatro sessões, todos os 68 candidatos tiveram a oportunidade de apresentar suas atividades aos conselheiros, que, além de conhecerem pessoalmente os mestres e mestras pernambucanas, puderam compartilhar de seus saberes”, disse. A presidente destacou também o esforço da Fundarpe/Secult-PE em garantir espaço para os Patrimônios Vivos nas suas ações, bem como difundir, preservar e fazer circular seus conhecimentos. “O nosso projeto Outras Palavras, que é uma iniciativa que integra ações de cultura, arte e cidadania nas escolas do Estado, sempre conta com a presença de um Patrimônio Vivo. A recepção desses mestres e mestras entre os alunos é extremamente calorosa, fato que nos faz inclui-los cada vez mais nas nossas atividades”, disse.
Os seis novos Patrimônios Vivos são fruto do 11º Concurso de Registro do Patrimônio Vivo, que elegeu os candidatos de 2015/2016. O Secretário Estadual de Cultura, Marcelino Granja, parabenizou o empenho dos conselheiros na escolha dos candidatos e destacou que “os Patrimônios Vivos representam a mais rica expressão do povo pernambucano”. A titulação dos novos Patrimônios Vivos acontecerá até o final de dezembro, numa solenidade no Palácio do Campo das Princesas.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...