Olá!

15.4.17

TUPARETAMA 55 ANOS - SE VOCÊ TEM MAIS DE 30 ANOS JÁ DANÇOU OUVINDO UMA DESSAS BANDAS DE TUPARETAMA

SE VOCÊ TEM MAIS DE 30 ANOS JÁ DANÇOU OUVINDO UMA DESSAS BANDAS DE TUPARETAMA

Terra de bons músicos e bons cantores, não faltou em Tuparetama a formação de bandas de baile e de forró, que antigamente a gente chamava de "conjunto musical" ou simplesmente "conjunto". Até a publicação de TUPARETAMA-O LIVRO DO MUNICÍPIO, em 1999, fizemos um levantamento e um breve histórico das principais bandas que tocaram e animaram festas e eventos na cidade e na região.  De 2000 para cá outras bandas surgiram e algumas permanecem, mas voltemos por enquanto às bandas que pesquisamos. Se você tem mais de 30 anos  provavelmente já ouviu algumas delas tocando ou já dançou bastante com:

Orquestra Áurea (1977- 1981) 
Banda formada por Severino Souto Filho, Aldo R.S. S. Campos, Adauto Antônio Pessoa, Pedro Fernandes de Araújo, Cícero José Guimarães, Leônidas Leite de Siqueira, José Perazzo Filho, Antônio Magalhães, Jânio Meira Nóbrega, José Severo da Silva Filho (Dudé) e João Sarinha. Inicialmente a orquestra teve como maestro Paulo Rocha. No estandarte da banda, bordado em veludo vermelho por Dona Zizi, consta o nome de Severino Souto Filho como regente. Sua estréia foi no carnaval de 1979 em Tuparetama.


Os Diagonais (1973-1974) 
 Conjunto montado por Ivanildo de França Barros (Negão), com os seguintes componentes: Negão (violão e voz); Leônidas Souto (saxofone); Aldo Souto (saxofone); Antônio Barbosa Magalhães (piston); Dudé (bateria)

Pajeú Som  (1986-1987) 
Conjunto formado por Chagas (baterista); José Anchieta Lopes (vocalista); Antônio Fernandes (violão); Fernando (sanfona). Teve seu nome mudado para HABEAS-CORPUS mantendo os mesmos componentes. 

Os Diamantes (1988- 1994) 
Banda formada e empresariada por Josimar Guedes Mota com João Sarinha, Vanja, Cléber e Gilberto. 

Regional de Totinha- (1986-1987) 
Pequeno conjunto liderado por Antônio Mendes Bezerra (Totinha Flandreleiro). Fez algumas apresentações em bares da cidade e em reuniões do prefeito Pedro Tunu nas comunidades rurais de Tuparetama.

Uirapuru (1987 ) 
Banda formada e empresariada por José Liberal Filho, com repertório que incluia forró e serestas. Teve como formação inicial os músicos Biu de Quinca (sanfona), Danga (bateria), Discoteca (violão e guitarra), Liberal e Chico do Agave (vocal). Em 1993 a banda mudou sua denominação para Banda Chove-Não-Molha, nome mantido até 2000.  Em seguida adotou o nome Banda Saia Sem Zíper. Outros componentes que passaram pela banda: Expedito (sanfona), Inaldo (bateria), Galego (guitarra), Vanúbia (vocal) e Valdineide (vocal ), Vanja (sanfona), Zé Pelé (Bateria), Evair (baixo), Negão (vocal)

Raça do Pajeú (1992- 2000) 
Conjunto criado por Pedro Torres Tunu em 1992. Com apoio da Prefeitura Municipal, a Banda Raça do Pajeú deveria ser, no ideal de Pedro Tunu, uma concentração dos melhores músicos da região, com uma linha de trabalho voltada exclusivamente para a valorização da cultura e dos compositores locais, com apresentações intercaladas de poesias, repentes, mensagens políticas e educativas. 

Para a formação original foram convocados os músicos Genilson e Demétrios (Sertânia), Bira Marcolino, Sales Rocha e Mário Jorge Liberal Soares. Por razões diversas em sua trajetória inicial,  a idéia de Pedro Tunu não chegou a ser totalmente ‘assimilada’ pelo conjunto. Já com repertório eclético incluindo forró, rock, MPB e até canções internacionais, a banda simplificou o nome para Banda Raça e passou a viajar por Pernambuco e estados vizinhos com nova formação. 

Em 1997 gravou seu primeiro CD de forró, passando a adotar o nome Pancada de Amor, que, segundo seus produtores, seria um nome mais comercial.  A produção do CD e do show da banda seguia o padrão de bandas como Mastruz com Leite e Magníficos, na época grandes sucessos de venda e de público. Segundo Pedro Tunu e equipe, o CD teve sua distribuição e divulgação mal executadas e trouxe enorme prejuízo financeiro. Pedro Tunu acabou, finalmente, abrindo mão do seu sonho de empresário musical e arrendando a banda para os próprios músicos. Nessa época a banda já não contava com nenhum músico de Tuparetama e sua sede era a cidade de São José do Egito. 

Os Gota-Serena (1993-1995) 
Banda de forró criada em abril de 1993 por Valmir Tunu com incentivo do então prefeito Pedro Tunu. Teve em sua formação inicial Expedito (sanfona), Dida Tizer (sanfona), Danga (zabumba), Zé Ganchão (triângulo), Alôncio (cavaquinho), Joia Aguiar (vocalista), Chico do Agave (vocalista) e Vanusa (vocalista). Em junho de 94 o conjunto mudou sua denominação para Banda Pingo de Mel

Banda Fura-Barreira- Um furacão de amor (1997) 
Fundada em 11 de agosto de 1997, quando participou de um concurso de calouros promovido pela Escola Cônego Olímpio Torres em comemoração ao dia do estudante. “Menina linda” foi a primeira música da banda, composta para o concurso e premiada com o 1º lugar.. Componentes: Ivandelso Borge (empresário e compositor) José Jadeilson (vocalista), Luciano Américo (baterista), José Edson Medeiros (percussionista), Luceildo Américo (triângulo), Elton José (vocalista), Damião (tecladista), Adeilson (vocalista). Outras músicas do repertório da banda, da autoria de Ivandelso Borge foram: Jardim do meu amor; Diz que quer ficar comigo; Banho a dois; Pega o doido; Um furacão de amor.

Tárcio Oliveira 
Texto adaptado de "Tuparetama, o Livro do Município" 
Por gentileza citar a fonte e autor ao utilizar essas informações

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...