¹

22.11.18

PERNAMBUCO - PAULO CÂMARA E A COMPOSIÇÃO DO NOVO SECRETARIADO


Com informações do blog de Inaldo Sampaio - Paulo Câmara fará rodízio de secretarias em 2019

De férias no exterior "para recarregar as baterias" o governador reeleito Paulo Câmara terá como desafio mais urgente a formação do secretariado para o segundo governo.  Para isso terá que levar em consideração os aliados da campanha recente, entre eles o PT. 

Segundo a coluna Fogo Cruzado do jornalista Inaldo Sampaio o que se comenta nas coxias palacianas é que Paulo Câmara fará um rodízio de secretarias retirando nomes que ficaram os quatro primeiros anos numa pasta e nomeando outros, também há informações de que alguns nomes não serão reaproveitados no segundo governo por terem criado significativas arestas com aliados do governador. 

Para ajudar aliados, Paulo Câmara deverá convocar deputados eleitos para o primeiro escalão: "um federal e um estadual, para garantir o mandato a Milton Coelho na Câmara dos Deputados e Sivaldo Albino na Assembleia Legislativa de Pernambuco. O nome de João Campos surge com muita naturalidade para a equipe do governador, ora pelo simbolismo do seu nome no primeiro escalão, ora pela necessidade de uma vitrine para ser candidato a prefeito do Recife em 2020 e para não correr risco de se apagar em Brasília pelas dificuldades do mandato, João só não será secretário se não quiser."  

Na bancada dos quatro federais eleitos pela coligação liderada pelo PP, há um desejo do governo em convocar um nome para dar espaço a Kaio Maniçoba. Dos quatro eleitos, apenas Sebastião Oliveira ou Augusto Coutinho poderiam assumir vaga no primeiro escalão, mas dependendo do tamanho da secretaria ofertada, poderá ser desinteressante a um dos dois titulares, e abrir o espaço para o próprio Kaio que já foi secretário no primeiro governo de Paulo Câmara. Aliado de primeira hora do governador, tendo desistido da reeleição para ajudar na equação do PSB, Nilton Mota é tido como secretariável por vários deputados governistas, mas ainda não se sabe qual seria a sua função no futuro governo. Por fim, há quem defenda que José Queiroz ocupe a secretaria de Agricultura para dar lugar a Manoel Jeronimo na Alepe, e garantir a manutenção do PDT na base do governo. O PCdoB e o PSD, que ocupam, Cultura e Cidades, respectivamente, deverão assumir outras funções no governo para reoxigenar suas respectivas pastas. 

Até meados de dezembro, o governador deverá ter toda sua equipe montada.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...