22.11.18

SECA - El Niño deve reduzir chuvas no começo de 2019


O Nordeste brasileiro deve ter um 2019 com menos chuvas se comparado com o que ocorreu no período de chuvas (verão) em 2017 e 2018, quando a região foi impactada diretamente pelo fenômeno La Niña e recebeu boa quantidade de chuva entre os meses de fevereiro a maio.

Segundo meteorologistas, com a possibilidade do retorno do El Niño - fenômeno que vem ocorrendo com maior frequência em razão do aquecimento global - a tendência é que a região volte a sofrer as agruras da falta de chuvas em 2019.  

A situação é preocupante em vários estados do nordeste, a exemplo de Pernambuco, que apesar da quantidade razoável de chuvas neste ano de 2018 ainda atravessa um grave quadro de seca no agreste e sertão. O que colaborou para as chuvas deste ano foi o episódio de La Niña clássico, mas ele já  se mostra enfraquecido. 

Mesmo que não se possa caracterizar como El Niño a situação climática prevista para os próximos meses, a redução de chuvas em 2019 já será um ponto negativo para o Nordeste.  Embora muitos meteorologistas afirmem que ainda é cedo para fazer uma previsão para o início de 2019, a quadra chuvosa (fevereiro, março, abril e maio) é muito influenciada pela temperatura do Oceano Atlântico e favorece o posicionamento da Zona de Convergência Intertropical, quando as águas estão mais aquecidas que o normal. 



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...