¹

17 de dezembro de 2018

BRASIL | Michelle Bolsonaro confunde bem público com privado e manda tirar imagens católicas do Palácio Alvorada

Montagem/ Revista digital Forum

Com informações da Revista Forum 

Reportagem de Mariana Carneiro e Gustavo Uribe, na edição desta segunda-feira (17) da Folha de S.Paulo, revela que a futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro, que é evangélica, mandou retirar obras de arte e imagens com simbologia católica do Palácio da Alvorada, onde vai morar com o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL).

Além das imagens com simbologia católica, a pintura "Orixás", da artista Djanira Motta e Silva, será retirada também do Palácio do Planalto pela segunda vez. Ela já foi escondida no governo ditatorial de Ernesto Geisel, que era luterano.  

Tela "Orixás" de Djanira é uma das mais importantes entre
146 obras de arte que integram acervo do palácio do governo.
Numa atitude que revela ignorância cultural e preconceito religioso, a futura primeira-dama também confunde bem público com propriedade privada. O Palácio do Planalto, apesar de ser sua próxima morada (temporária) é um bem público, pertence à Nação e todas as obras e objetos que nele se encontram são patrimônios públicos, históricos e culturais, que representam nossa história, nossa arte e nossas tradições. 

Segundo a reportagem, serão retiradas cinco peças de simbologia católica: um par de anjos barrocos tocheiros, na biblioteca, e quatro estátuas de santos nas salas de música e de estado. Uma das imagens é uma representação em madeira de Santa Bárbara, do século 18. As obras terão como destino o Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente eleito.  


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...