18.3.19

SERTÃO DO PAJEÚ SE MOBILIZA CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA



Uma audiência pública foi realizada na sexta-feira (15) em Afogados da Ingazeira para tratar do projeto de Reforma da Previdência apresentado pelo presidente Bolsonaro. Durante o evento, os trabalhadores e as trabalhadoras rurais tiveram a oportunidade de conhecer as consequências da MP 871 e da Reforma da Previdência e tirar dúvidas. 

O vice-presidente da Fetape, Adelson Freitas, disse que a proposta da MP 871 é fazer uma revisão em 30% dos benefícios rurais. “Isso significa que em cada 10 pessoas, 3 podem deixar de receber a aposentadoria”, destacou. A curto prazo, Adelson também alerta que o fim da aposentaria rural e de outras políticas que incentivam a agricultura familiar como o Pronaf podem causar um problema de abastecimento de alimentos.  

A presidente da Fetape, Cícera Nunes, destaca que é necessário unir forças, juntando os movimentos sociais e sindicais do campo e da cidade. “Ou a gente se fortalece ou eles vão retirar os nossos direitos e acabar com todas as formas de organização e resistência do povo”, falou. 


A audiência contou com a presença de vereadores, prefeitos, vice-prefeitos e secretários de diversos municípios do Sertão. Também participaram o bispo de Afogados da Ingazeira, Dom Egídio Bisol, o dirigente nacional do MST, Jaime Amorim, o presidente da CUT-PE, Paulo Rocha, o secretário de finanças da CTB-PE, José Rodrigues, o representante da Fetaepe, Geraldo Texeira, e outros parceiros. 

A mobilização culminou no compromisso das autoridades políticas presentes de defender os direitos de previdência dos trabalhadores como está previsto na Constituição e na legislação vigente, contra o desmonte da previdência rural proposta pelo atual presidente de extrema direita. 

Num gesto simbólico, foi entregue aos parlamentares uma carta compromisso assinada por 16 entidades juntamente com as emendas construídas pela Contag que propõem modificações, acréscimos e exclusões no texto da Medida Provisória 871 com o objetivo de evitar que milhões de agricultoras e agricultores sejam excluídos da previdência social. 

O documento foi entregue pela Fetape e parceiros aos deputados federais Carlos Veras (PT) e Danilo Cabral (PSB), ao deputado estadual Doriel Barros (PT), ao presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (AMUPE) José Patriota, representando os prefeitos presentes, e ao deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) e senador Humberto Costa (PT), ambos representados por assessores. 

A Fetape realizará mais duas audiências públicas. A próxima acontecerá nesta segunda (18), em Tacaimbó, no Agreste. E a última está prevista para o dia 29 de março, em Carpina, na Mata Sul. 

Fonte: FETAPE / Fotos: STR Tuparetama





Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...