IMAGEM DO DIA

IMAGEM DO DIA

5.5.19

TUPARETAMA | Cidade chora a morte do empresário-artesão e motociclista João Cabelo


Faleceu na noite deste sábado, 04 de maio, por volta das 20h30min no Complexo Regional Hospital de Patos o tuparetamense João Cabelo (João Batista Ferreira do Nascimento, 44 anos) em decorrência de uma colisão frontal na PB-251, entre São Mamede -PB e Ipueira-RN. O choque entre os dois veículos foi violento, mas não se tem até o momento informações precisas de como o acidente se deu. 

Morreu no local do acidente Ivanildo Ferreira Gomes, conhecido como Neném de Preto Pescador, de 41 anos, trabalhador da construção civil da cidade de São João do Sabugi-RN. O empresário-artesão e motociclista João Cabelo chegou a ser atendido pelo Samu e levado para o Complexo Regional Hospital de Patos, mas não resistiu e faleceu em decorrência de hemorragia interna e parada cardíaca. 

João Cabelo participava neste sábado de um evento de motociclismo em Ipueira-RN. Era casado com a professora Maria das Graças e deixa um filho pequeno. João foi um dos fundadores do Moto Clube “No Limit” do qual era atualmente o presidente nacional. Foi um dos grandes incentivadores do motociclismo em todo o Nordeste, sendo querido e admirado por todos os companheiros. 

Em qualquer outra ocasião seria fácil escrever algumas palavras sobre João Cabelo pois são muitas as suas qualidades humanas e artísticas, mas sob o impacto dessa notícia trágica é difícil neste momento tirar do peito qualquer expressão que não seja a de dor e desalento por ver partir, tão cedo, um amigo e conterrâneo iluminado. Não tenho nenhum receio em afirmar que todas as pessoas que conheceram e conviveram com João Cabelo sentem neste momento o mesmo pesar. João foi (e sempre será) da categoria dos bons em tudo que fez: bom amigo, bom filho, bom cidadão. A gentileza e a educação em pessoa com a graça da simplicidade natural que Deus dá a poucos, apesar do seu visual característico, bem rock and roll e underground

Empreendedor talentoso e artista de qualidades excepcionais, criou e expandiu uma confecção de vestimentas e adereços de couro que produzia em seu ateliê em Tuparetama e vendia com sucesso para diversas localidades. Devo acrescentar um dos seus trabalhos mais importantes, a meu ver: aquele que ele realizava à frente do AA (Alcoólicos Anônimos) em Tuparetama.

Recentemente nos encontramos para planejar e divulgar uma reunião na Câmara de Vereadores sobre as atividades do grupo e João, como de costume, se mostrou solícito e responsável. Conversamos sobre o trabalho do AA, sobre os festivais de motociclismo na região, projetos para o futuro e até sobre tatuagens, ele surpreso aos constatar que eu fizera uma no antebraço e eu atento aos nomes dos tatuadores que haviam feito as diversas figuras nos seus dois braços. “Tenho outras para fazer em breve” ele me disse, descrevendo entre elas a de um Jesus Cristo com o braço estendido, em perspectiva. Uma foto do acidente que circulou nesta noite trágica pelas redes sociais, com João ferido, deitado na pista de braços abertos, me remeteu à nossa conversa sobre aquela futura tatuagem. Não estou comparando meu amigo à Jesus Cristo, mas a vida às vezes nos coloca diante dessas estranhas e desconcertantes inflexões; por fim nessa junção de frases e divagações a que a morte nos obriga não posso deixar de observar, a estrada que João tanto amava e por onde tanto viajou foi também sua parada derradeira.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...