IMAGEM DO DIA

IMAGEM DO DIA

27.11.19

COMIDA ENVENENADA | Governo Bolsonaro autoriza mais 57 agrotóxicos. Já são 439 liberados este ano!


O Ministério da Agricultura autorizou nesta 4ª feira (27/11) o registro de mais 57 agrotóxicos. Ao todo, já foram 439 pesticidas liberados de janeiro a novembro deste ano, maior ritmo de liberação da série histórica, iniciada em 2005. A liberação foi publicada no ato nº 82 do Diário Oficial da União.  

Para defensores do meio ambiente e profissionais da saúde o aumento do número de agrotóxicos liberados no país é preocupante. O Brasil já é há vários anos um dos maiores consumidores de agrotóxicos e  esses venenos estão sendo "empurrados" à revelia para a população. Por outro lado, governo Bolsonaro e indústria argumentam que o número de registros aumentou porque o sistema ficou mais eficiente, que a quantidade de substâncias novas aprovadas é mínima (!!!?) e que os químicos são seguros se forem usados corretamente.

Enquanto o governo Bolsonaro já liberou este ano mais de 400 substâncias tóxicas para uso na agricultura, beneficiando indústria do veneno e agronegócio, programas voltados à agricultura familiar e sem veneno são totalmente enfraquecidos e desestimulados. O governo não liberou nenhuma linha de financiamento séria e fácil de acessar para produção agroecológica, enquanto abriu mão de R$ 2 bilhões de isenções fiscais por ano com agrotóxicos. 

Congresso e Senado precisam ser pressionados para aprovar a  Política Nacional de Redução de Agrotóxicos, afirmam pesquisadores e defensores da agroecologia. A coordenadora da Campanha de Agricultura e Alimentação do Greenpeace, Marina Lacorte, afirmou que o modelo atual de agricultura não é sustentável. “Quando se fala de agrotóxico, estamos na contramão. Estamos comendo todos os dias venenos que não estão na mesa de países europeus”, disse.  


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...