5.12.19

PAJEÚ | Ingazeira luta contra projeto de extinção. "Tuparetama e Ingazeira seriam penalizados"

Vista aérea de Ingazeira-PE

Em entrevista ao programa DEBATE DAS DEZ na Rádio Pajeú de Afogados da Ingazeira nesta quinta-feira o prefeito de Ingazeira, Lino Morais em companhia  do advogado Roberto Morais justificou a mobilização contra o projeto do governo federal que prevê o fim de municípios com menos de 5 mil habitantes e com arrecadação própria inferior a 10% da receita total.

Para Roberto Morais, que foi Desembargador do TRE e Defensor Público Geral do Estado, a medida teria prejuízos incalculáveis. Explicou que a unidade administrativa permite que serviços básicos cheguem à população. Voltando à categoria de distrito, os serviços públicos seriam centralizados na nova sede administrativa, aumentando demanda e custos.

No caso específico da Ingazeira, ela seria anexada à Tuparetama. Para o prefeito Lino, isso ocorrendo seria um drama administrativo penalizando a população das 2 localidades. “O FPM de Ingazeira é categoria 0.6 e o de Tuparetama também. Se Ingazeira fosse incorporada a Tuparetama, o FPM passaria a 0.8, não dobraria. Imagine-se a complicação de gerir as demandas dessas duas populações com um FPM tão reduzido.

Outras autoridades regionais também já se manifestaram contra a proposta. Para o presidente da AMUPE, José Patriota, o projeto de lei "é uma agressão à autonomia dos municípios”. Já o padre Luiz Marques Ferreira, da Paróquia da Ingazeira,  "Essa proposta do governo federal é reflexo de um modelo de poder escolhido pela população onde os menores não são prioridade. Esse projeto de Estado Mínimo e liberalismo mata as pessoas”.  
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...